‘Não está segura’ para ser aprovada, dizem bombeiros sobre Arena Corinthians

bombeiros
(Foto: Tahiane Stochero/G1)

De acordo com o major Sidnei Turato, o clube ainda tem 26 irregularidades apontadas no projeto para responder, ainda não informou a lotação exata do estádio nem como as pessoas podem sair em caso de emergência. “O estádio não está seguro para receber o público, tendo em vista que ainda não se adequou à legislação vigente e não possui o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros”.

A Odebrecht e o Corinthians dizem que “várias sugestões de ajustes já foram incorporadas ao projeto” e que pretendem entregar os documentos aos bombeiros, já com as correções, “provavelmente ainda nesta semana”. Os bombeiros têm, por lei, 30 dias para fazer a vistoria após a aprovação do projeto, mas dizem que analisarão o caso assim que receberem a resposta.

Cerca de 65 mil pessoas são esperadas para a partida de Brasil x Croácia, em 12 de junho. A Odebrecht promete entregar a arena finalizada ao Corinthians daqui a 14 dias.

“A Copa está chegando e nossa maior preocupação é com a segurança e com as saídas de emergência, que não estavam adequadas conforme as exigências da legislação estadual. Até hoje não nos apresentaram os documentos”, diz o major Sidnei Turato.

A Pergunta que fica, será que O Estádio ficará pronto a tempo? E a Segurança será de 100%?

Deixe uma resposta