Não adianta se revoltar

Neymar-Brasil-Colombia-Eitan-AbramovichAFP_LANIMA20140704_0268_24

Todos estão preocupados com a Seleção e com os gols que tanta falta fazem.

Neste tempo de agora o povo queria a Copa de qualquer jeito.

Mas vamos lembrar da história real de futebol dos anos 60.

Em 1966 o Brasil foi pra Copa da Inglaterra com certeza de que iria vencer.

E muitas coisas aconteceram incluindo um jogo com a Bulgária onde os adversários tinham nítido objetivo de machucar Pelé pra tirar ele de campo.

Só não chegaram ao que fizeram com Neymar por sorte de Pelé, pois os vídeos mostram que os adversários deixava a bola de lado e partiam pra cima de Pelé com violência poucas vezes vista.

O Brasil acabou perdendo a Copa mas algo de estranho e muito bom aconteceu tempo depois.

Toda geração de 1966 acabou amadurecendo e se transformou na Seleção de 70, considerada a melhor da história.

Vejam que Jairzinho, Brito, Gerson, Tostão, Pelé e Edu, seis jogadores da Copa de 66, que fracassaram em campo, foram os heróis de 70.

Tudo isto aconteceu pela maturidade que ganharam através de anos.

Todos desejamos que a Seleção ganhe a Copa deste ano.

Mas se isto não acontecer a gente não deve se revoltar.

Primeiro que de nada adianta se revoltar com o que já foi feito.

Depois porque temos que ter entendimento sobre tudo e saber que a atual seleção tem jovens que precisam amadurecer e com certeza serão os grandes jogadores daqui um tempo.

O comando da CBF, leia-se José Maria Marin, fez o que tinha que fazer que foi dar liberdade plena de ação a Felipão.

Com esta liberdade Felipão fez um time que ganhou a Copa das Confederações.

Felipão teve todo apoio de Marin e funcionou ano passado.

Neste ano novamente Felipão teve toda liberdade de trabalho dada por Marin que em nenhum momento teve seu dedo na escalação do time.

Se alguns jogadores deveriam estar na Seleção até pela maturidade e Felipão não os escolheu, não é hora agora de criticar mas sim de desejar o melhor.

Eu sei que o povo é imediatista e não se interessa em saber que os jovens de hoje serão heróis de amanhã.

Mas isto se mostrou real no passado.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta