Mundial de Basquete: Brasil não se encontra; Espanha sobra e vence por 82 a 63

basq-marcgasol-brasil-espanha-efe
(Foto: Agência EFE)

A vitória da Espanha sobre o Brasil na noite desta segunda-feira, no Palacio de Deportes de Granada, pela terceira rodada da Copa do Mundo de basquete, foi a de uma geração acostumada a brilhar diante de uma que busca a sua primeira grande conquista. Apoiados por milhares de fanáticos torcedores, os espanhóis sobraram em quadra com uma rotação muito rápida, uma defesa agressiva, principalmente em cima dos pivôs brasileiros, e numa noite inspirada do grande ídolo do time, Pau Gasol. Seus 26 pontos – 12 no primeiro quarto -, com aproveitamento de 73% nos arremessos de quadra, e nove rebotes foram a cereja do bolo de uma equipe que concilia o jogo competitivo com muito talento. O resultado de 82 a 63 (45 a 32) marcou o terceiro êxito seguido dos europeus e foi o retrato fiel da partida.

Leandrinho, com 11 pontos, Varejão (10) e Marcelinho Huertas (8) foram os mais regulares da equipe canarinho, que falhou demais nos arremessos de quadra, especialmente no primeiro quarto, quando converteu 38% dos chutes. Os lances livres voltaram a ser um problema (53%). Só nos primeiros dez minutos, foram cinco erros em sete tentativas. A defesa, tão sólida nas partidas contra França e Irã, não conseguiu parar o ataque adversário. Nenê e Marquinhos foram os que mais conseguiram rebotes – cinco cada.
– Não poderíamos ter começado o jogo daquela maneira. A Espanha começou marcando forte, batendo e tivemos um primeiro quarto desastroso. Depois, demos uma acalmada na ansiedade. Tenho certeza que erramos muitas coisas que havíamos combinado de acertar. E isso não pode acontecer contra uma equipe como a Espanha – disse Varejão ao SporTV.

Agora, terá um dia para descansar para encarar a Sérvia, adversário da próxima quarta-feira, às 13h (Brasília).

Escalações:

Brasil: Marcelinho Huertas (8), Alex (2), Leandrinho (11), Nenê (7) e Tiago Splitter (6). Entraram: Larry Taylor (4), Raulzinho (2), Marquinhos (7), Marcelinho Machado (6), Anderson Varejão (10) e Rafael Hettsheimeir (0). Tec: Rubén Magnano

Espanha: Ricky Rubio (2), Juan Carlos Navarro (10), Rudy Fernandez (6), Pau Gasol (26) e Marc Gasol (8). Entraram: Jose Calderon (5), Álex Abrines (0), Sergio Rodriguez (12), Sergio Llull (7), Victor Claver (0), Felipe Reyes (1) e Serge Ibaka (5). Tec: Juan Orenga

Deixe uma resposta