Mudanças no calendário do futebol

Foto: amazonasatual.com.br
Foto: amazonasatual.com.br

Vimos durante muito tempo esse embate entre CBF, clubes e atletas por conta do calendário do futebol brasileiro. Depois de pararem de só reclamar e começarem a agir, clubes e principalmente atletas parece que estão conseguindo “virar o jogo”.

A CBF divulga o calendário da próxima temporada respeitando as datas FIFA, portanto, não teremos jogos nos dias em que a seleção jogar, porém, os jogos voltam 24 horas após à apresentação da seleção canarinho. Em teoria, os clubes ainda podem sofrer desfalques, pois mesmo sem jogarem nos dias da seleção, os jogadores que a ela servir, podem chegar extremamente desgastados, dependendo dos jogos e das viagens, afinal, o tempo de recuperação do atleta é bem menor ao que se indica, o prazo é de 72 horas.

Claro que essa não é a solução dos problemas, que convenhamos, ainda estão longe de serem solucionados, mas vale perceber que aos poucos, os movimentos de clubes e atletas vão ganhando força, e modificando, mesmo que minimamente, o calendário do futebol. Também vale lembrar que na Argentina, a AFA anunciou uma mudança bem radical no futebol. Primeiro, inchou o campeonato nacional com 30 clubes, que claro, vai se ajustando e diminuindo com o passar do tempo (planeja-se o ideal com 22 clubes), e também a adequação ao calendário do futebol europeu, com a temporada de 2016 começando em agosto e terminando apenas em junho de 2017. Quem sabe se o futebol argentino voltar a crescer, a CBF mude um pouco mais o nosso calendário. Mas, de verdade, alguém realmente quer ver o futebol argentino crescendo mais que o nosso?!

Envie seu e-mail para o colunista: deyvidxavier@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta