Morreu Içami Tiba ou seria “Içamí” Tiba?

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Morreu neste domingo, dia 2 de agosto, o psiquiatra, educador e escritor Içami Tiba aos 74 anos, que estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. É desnecessário ficar aqui falando do seu consagrado trabalho e dos livros que se tornaram referência na educação dos filhos.

Vou contar apenas uma passagem sobre a pronúncia do seu nome. Içami ou “Içamí” com um acento no final?

Logo que comecei a trabalhar na Jovem Pan (1996) por dois anos tive a oportunidade de substituir o companheiro Fernando Zamith na apresentação do São Paulo Agora, tradicional programa vespertino que foi extinto da programação da rádio.

Certo dia o entrevistado ao vivo no estúdio foi o doutor Içami Tiba e logo veio a dúvida da pronúncia correta do nome. A solução foi a mais lógica possível só não lembro se foi no ar ou naquele coversa inicial quando o entrevista chega na emissora.

Perguntei. Doutor, como é que eu falo o nome do senhor?

Ele respondeu mais ou menos com essas palavras.

“Essa dúvida sempre existe e vou explicar como você deve fazer. Mistura tudo se você falar de uma vez só o nome e o sobrenome de um japonês. Fica ‘Içamitiba’ e ninguém sabe onde termina o nome e onde começa o sobrenome. Se você for me chamar pelo nome diga Içami destacando o ‘ça’ como se fosse uma paroxítona (acento na penúltima sílaba).

Se for falar o meu nome completo marque como se fosse uma oxítona (a última sílaba é a mais forte). Diga “Içamí” como se tivesse acento no i. Assim o ouvinte vai saber qual o meu nome e qual é o meu sobrenome”

içami tiba frase

Fica aqui mais essa uma lição do doutor Içami ou Içamí Tiba.

vander - site  Você pode ler mais textos de Vander Luiz acessando o site vanderluiz.com.br

Escreva: vanderluiz@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta