Moro diz que Bolsonaro o usou para reforçar imagem anticorrupção

“Eles estavam usando minha presença como uma desculpa, então eu saí. A agenda anticorrupção tem sofrido reveses desde 2018”, disse o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, em entrevista ao jornal britânico Financial Times .

Ele saiu do governo acusando Bolsonaro de tentar interferir em investigações na Polícia Federal. No entanto, após a divulgação da reunião ministerial, o material não apresentou claras conclusões.

“Uma das razões para eu sair do governo foi que não estava se fazendo muito (pela agenda anticorrupção)”, completou Moro. 

O ex-juiz da Lava Jato também comentou possível aproximação de Bolsonaro com o centrão. “No começo, o governo parecia evitar esse tipo de prática, mas hoje em dia não tenho tanta certeza”, concluiu.

Deixe uma resposta