Mano Menezes lamenta baixa produção ofensiva contra o Melgar

Foto: Staff Images / CONMEBOL

O técnico Mano Menezes não gostou da produção ofensiva do Bahia na partida contra o Melgar-PER, disputada nesta quinta-feira, no estádio Nacional de Lima. Com um gol contra de Nino Paraíba, a equipe foi derrotada por 1 a 0, no jogo de ida da segunda fase da Sul-Americana.

– Esperava um rendimento ofensivo melhor, porque, mesmo com estratégias diferentes nos dois tempos, quando tivemos a posse e controle do jogo, criamos poucas oportunidades. Fomos concluir a gol com certo perigo aí aos 38, 40 minutos do segundo tempo. Pouco para uma equipe que quer construir a vitória. Você precisa transformar essa posse, que foi mais eficiente no segundo tempo, em chances de gol. Tivemos dificuldade para criar; não estivemos em uma noite feliz em termos de criação. A ideia de formação. Na primeira parte, jogamos com Ramon lugar de Daniel. Mesmo quando Daniel entrou, nosso armador, joga mais próximo dos atacantes, a gente não conseguiu criar de forma lúcida para transformar isso em oportunidades claras de gol – afirmou o treinador.

Embora tenha criado poucas chances, o Bahia sofreu o gol quando era melhor na partida, em uma jogada que começou com passe errado de Elias, oferecendo contra-ataque ao adversário.

– Futebol é assim. Não é um jogo de justiça, é um jogo de bola no gol. O Melgar teve a felicidade de fazer uma jogada que, no segundo tempo, não tinha mais espaço para fazer. Foi feliz na triangulação pelo lado, entre nosso central e nosso lateral. A jogada foi para dentro da defesa e sofremos o gol. Poderíamos ter feito quando estávamos melhor. Não fizemos. Jogos duros, parelhos, de um torneio como é a Sul-Americana. Agora é ter força como mandante na volta, na quinta, para tentar desfazer a vantagem que o Melgar fez. Acredito que temos força para isso – disse Mano.

– O Melgar não criou muitas chances no segundo tempo, quase nada. Mas aproveitou uma delas e fez. Da mesma forma, poderíamos nós ter aproveitado alguma e ter aberto o placar – completou o treinador.

No jogo em Salvador, o Bahia vai precisar vencer por dois gols de diferença para avançar à próxima fase. Caso devolva o 1 a 0, a decisão da vaga vai para os pênaltis. O jogo está marcado para a próxima quinta-feira, na Arena Fonte Nova.

Deixe uma resposta