Lisca volta a disparar contra a arbitragem após perda de título no América

Foto: Divulgação

A perda do título nos minutos finais da última rodada não será fácil de digerir pelo América-MG. A tarefa pode ser ainda mais complicada por conta das polêmicas envolvendo a arbitragem durante todo o campeonato, inclusive nos jogos derradeiros. Em pronunciamento após a partida contra o Avaí, Lisca deixou claro sua indignação.

– Não vou gritar hoje, não vou fazer escândalo, porque depois falam do Lisca. Mas o gol do Getúlio estava impedido. Acabei de ver ali. Seu Anderson Daranco, meu amigo, meu conterrâneo, eu vi o pênalti que o senhor apitou aos 51 minutos para a Chapecoense. Que vergonha. O senhor tem que ter vergonha do que está fazendo da sua carreira, que pena que você fez isso.

O gol do Avaí citado pelo treinador, marcado em posição duvidosa, e o pênalti convertido pelo atacante Anselmo Ramon, da Chapecoense, quando o jogo no Independência já tinha se encerrado fizeram com que o clube catarinense ficasse à frente do Coelho no saldo de gols.

Lisca ainda lembrou da partida entre América e Chape no segundo turno, quando a arbitragem anulou de maneira equivocada o gol de Ademir, que daria a vitória e os três pontos para sua equipe

– Vou cumprimentar também a dona Edna e seu Anderson José, que foram a árbitra e bandeirinha do nosso jogo contra a Chapecoense. Gostaria que todos os sites e canais de comunicação colocassem o gol que foi anulado aos 49 do segundo tempo e não nos deu a vitória. O Ademir estava atrás da linha da bola e atrás de um jogador. Foram mais de oito erros. Hoje (sexta), erro aqui, erro lá.

As reclamações do treinador foram recorrentes durante a campanha do América na Série B. 

Deixe uma resposta