Lenda macabra da caixinha de música

Toda a mulher um dia já teve uma caixinha de música com bailarina que dança dentro.

Mas você já notou que este tipo de objeto toca música, no meio da noite, sem levar corda?

Já reparou que, ás vezes, as caixinhas de música se abrem de repente, sem motivo aparente?

Há um conto popular que explica estes fenômenos sobrenaturais:

Reza a lenda que, no século dezoito, existia um músico desequilibrado. Numa noite ele foi ao teatro e viu uma bailarina chamada Ana dançando e se apaixonou por ela. Então este homem fez de tudo para conquistar a dançarina. Pois realizou serenatas, tentou dar presentes caros e flores, mas nada disto adiantou.

Dias depois, após uma apresentação, o músico entrou no camarim, tapou o nariz de Ana com um lenço repleto de uma substância estranha e colocou a moça numa carruagem.

Desta maneira ele prendeu a bailarina num armário, em formato de caixa gigante. Assim que ela voltou ao normal, o capataz do homem apontou uma arma para a jovem e o músico disse:

– Toda a vez que eu tocar uma música, você dançará dentro da caixa para mim.

Deste jeito, Ana sempre obedecia.

Na sua biblioteca particular, o músico não parava de desenhar uma bailarina dentro da caixa de música.

Porém, seus desenhos ficaram escondidos dentro de um baú.

Dias depois, o músico abriu o armário e notou que a jovem estava morta.

Desta maneira ele passou a gritar:

– Você não podia fazer isto comigo!

– Por isto, amaldiçoo a sua pessoa!

– Sua alma ficará presa em caixas musicais que se espalharão pelo mundo!

Após estas palavras, o homem se suicidou.

Anos depois, um relojeiro suíço inventou um mecanismo musical dentro de relógios. No porão de sua casa, ele encontrou desenhos de uma dançarina dentro de uma caixa.

Numa noite este relojeiro sonhou com a bailarina Ana que disse:

– Por favor, monte uma caixa com o mecanismo de pastilhas de música por dentro e por fora coloque uma boneca de bailarina dançando com a ajuda de um ímã interno. Assim você ajudará a minha alma na eternidade.

Quando o homem acordou, ele fez este experimento. A nova invenção deu tão certo, que ele conseguiu encomendas da Europa toda.

Porém, algo estranho começou a acontecer: algumas caixinhas tocavam música de madrugada e outras se abriam sem motivos aparentes. Sem falar, que muitas meninas, que se tornaram donas do objeto, passaram a sonhar com uma bailarina presa no armário.

Luciana do Rocio

Deixe uma resposta