Lenda do Homem de Barro do Brasil

lendas do universo

Esta lenda foi narrada por Dona Lurdes Pereira, no ano de 1982 e, na época, ela me autorizou a contar para outras pessoas.

Reza a lenda que, numa cidadezinha do interior do Sul do Brasil, morava Seu Nilton que costumava fazer bonecos de barro. O sonho deste idoso sempre foi ter um filho, mas ele nunca teve a oportunidade de se casar. Porém, uma ideia vivia aparecendo na mente deste velhinho:

– Um dia darei uma de Deus e esculpirei um homem de barro, que será meu bebê.

Um certo dia, este homem foi pegar barro no Rio Iguaçu e viu um homem caído em suas margens. Assim, Nilton se aproximou e disse:

– Tudo bem com o cavalheiro?

O moribundo respondeu quase morrendo:

– Fui assassinado aqui, mas minha alma renascerá deste barro.

Após falar estas palavras o corpo do defunto evaporou-se. Deste mesmo lugar em que estava o homem misterioso, Nilton pegou barro. No meio do caminho ele pensou:

– Hoje, montarei um menino de barro.

O idoso esculpiu o garoto. Porém depois da meia-noite, esta obra de arte começou a se mexer e criou vida.

Quando o artista acordou, viu o garoto de barro brincando na sala. Deste jeito, os dois se abraçaram.

Assim, Nilton batizou o garoto de Diogo e matriculou o pequeno na escola. Porém no colégio ele passou a sofrer bullying porque era apelidado de extraterrestre e garoto de lama por causa da sua aparência.

A matéria que Diogo mais gostava era Língua Portuguesa e sua atividade preferida era Redação. Ele passava a hora do recreio escrevendo poemas na biblioteca. Nas férias, ele escrevia poesias esculpidas em corações gigantes de barro, que vendia para os turistas.

homem de barro

Uma dia, Diogo se cansou de tanto bullying ,daquela cidade do interior, e resolveu ir para o Norte do Brasil. Lá ele fez sucesso mostrando o seu trabalho num lugar chamado Mercado Ver o Peso.

Por coincidência em 2013, na Rua Quinze de Novembro em Curitiba, avistei, pela primeira vez na vida, uma estátua-viva de homem de barro agarrada a um enorme coração rodeado de poemas de amor. Dizem que este senhor é real e não tem nada a ver com esta antiga lenda. Porém é, realmente, uma estranha coincidência. Causo, ou não, este homem de barro, da realidade, é um grande artista. Reza a lenda que a pessoa que comprar um coração esculpido com poemas, feito por este homem de barro, será feliz no amor eternamente.

Luciana do Rocio Mallon / @lucianadorocio

“Lendas do Universo”, toda terça-feira, às 20 horas, no BDI.

O livro da autora 

Mande seu e-mail para Luciana : lucianadorocio@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta