Lenda de Santa Débora do Cemitério da Vila Formosa

Reza a lenda que na cidade de São Paulo, em 1983, morava uma menina de cinco anos chamada Débora Campos. Ela era muito religiosa e seu sonho era ser freira. Dizem que os pássaros pousavam nas mãos dela e que a menina tinha o poder de curar os doentes com suas orações.

Porém ela tinha uma vizinha má que fazia trabalhos com Magia Negra. O problema é que esta mulher cobiçava o pai de Débora, que vivia dizendo:
– Só existe uma mulher na minha vida:
– Minha filha Débora.

Em janeiro daquele ano, a bruxa pulou o muro e sequestrou a menina para um ritual de Magia Negra. Deste jeito a feiticeira esquartejou a pobre.

Foto: Terra

Então Débora foi enterrada no Cemitério de Vila Formosa em São Paulo.
Como a menina tinha fama de possuir poderes sobrenaturais, uma idosa com Câncer foi até o túmulo da garota, no mesmo dia em que ela foi enterrada, e pediu a cura para sua doença. Uma semana depois a velhinha fez exames e descobriu que seu tumor tinha desaparecido. Por isto mandou rezar uma missa em homenagem à alma da garota e sua fama de milagreira se espalhou.

A partir disto, a menina tornou-se santa popular e seu túmulo passou a receber visitas de fiéis todos os dias. Por isto, a administração do cemitério reservou uma quadra só para Débora.
No dia de finados, o túmulo de Débora é o mais visitado do cemitério da Vila Formosa.

Luciana do Rocio Mallon / @lucianadorocio

“Lendas do Universo”, toda sexta-feira, às 20 horas, no BDI.

O livro da autora 

Mande seu e-mail para Luciana : lucianadorocio@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta