Lenda da estátua de Lucy do cemitério

lendas do universo

No Cemitério Municipal São Francisco de Paula, localizado em Curitiba, existe a estátua do túmulo da menina Lucy, que possui muitas lendas urbanas. Por isto, leremos algumas abaixo: 

A Menina e o Jardim de Flores: 
Há alguns anos, na capital do Paraná, existia uma menina graciosa chamada Lucy, que morava num casarão junto com os seus pais e vários empregados. Além de: babá, arrumadeira, cozinheira e jardineiro, que eram calmos, naquela mansão havia também uma governanta muito rígida com fama de bruxa. Esta serviçal não deixava Lucy aproximar-se das flores do jardim. 
Um certo dia, a babá da garota faltou e a governanta estava atarefada com muitos afazeres. Então, a menina aproveitou a oportunidade para brincar no jardim. Deste jeito, ela arrancou todas as flores e começou a dançar com as pétalas na barra do seu vestido. De repente, a governanta chegou e gritou: 
– O que é isto, sua travessa?! 
– Colocarei você de castigo, sem que seus pais saibam! 
– Tomara que você morra semana que vem! 
A criança ficou com medo e fugiu para seu quarto. 

anjo cemiterio

Quando a mãe de Lucy chegou em casa, a governanta comentou sobre a atitude de sua filha. Mas, a mulher não ligou muito, pois notou que se tratava de um gesto inocente. Quando a mãe abriu o quarto da filha, a menina mostrou flores, que ainda estavam na barra do seu vestido e disse: 
– Estas flores são para você, mamãe. 
Assim a mulher emocionada abraçou a criança. 
Uma semana depois, sem razões aparentes, Lucy faleceu. Então, seus pais resolveram fazer uma escultura retratando a menina com flores na barra do vestido e colocaram no seu túmulo. 

A Garota Que Foi Salva Pela Estátua: 
Dona Assunta comentou que quando, também, tinha cinco de anos idade foi com sua família a um funeral de um parente no Cemitério Municipal São Francisco de Paula. Mas resolveu escapar da cerimônia para passear no campo-santo. No meio do caminho, um homem mal encarado começou a persegui-la. Desta maneira, a garota resolveu esconder-se entre os túmulos. Quando, de repente, uma outra menina apareceu do nada e disse-lhe: 
– Eu notei que você está sendo perseguida. Por isto, colocarei no seu corpo as pétalas destas flores, que estão na barra do meu vestido, e desta forma você ficará invisível por uma hora. Mesmo assim é bom você esconder-se dentro da cripta ao lado. 

Assunta obedeceu a sua nova amiga e ficou dentro do mausoléu. De repente, apareceu a tia da criança gritando: 
– Assunta! 
-Assunta, onde está você?! 
A pequena saiu do mausoléu e abraçou a mulher que perguntou: 
– O que houve? 
A criança respondeu: 
– Um homem começou a me perseguir. Mas, uma menina com flores na barra do vestido, me salvou. 
A moça indagou: 
– Como era esta outra garota? 
Naquele instante, Assunta parou em frente a um túmulo e apontou: 
– Ela era igual a esta estátua. 

Luciana do Rocio Mallon / @lucianadorocio

“Lendas do Universo”, toda segunda-feira, às 20 horas, no BDI.

O livro da autora 

Mande seu e-mail para Luciana : lucianadorocio@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta