Lenda da Coxinha de Farofa da Lapa

lendas do universo

Minha amiga Michele, que faz curso de Manifestações Culturais me pediu ajuda para descobrir sobre as origens da deliciosa coxinha de farofa da cidade da Lapa, no Paraná. Então pesquisei, sobre o assunto, com amigos desta cidade e descobri a seguinte lenda:
No século dezenove existia, na cidade da Lapa, uma escrava que cozinhava tão bem que foi apelidada de Mãos de Fada. Ela converteu-se ao cristianismo, e, logo passou a cozinhar para todos os eventos da igreja. Mãos de Fada sempre dizia:
– Mesmo que eu morra, nunca abandonarei a cozinha da igreja.

Reza a lenda que esta senhora faleceu, de ataque do coração, cozinhando no templo numa festa religiosa em homenagem a São Benedito, o padroeiro dos escravos. A partir daquele dia, todo o ser que entrava dentro daquela cozinha sentia uma presença especial. Algumas pessoas afirmaram que viram o espírito desta doce mulher.
Cem anos depois, na década de quarenta, estava acontecendo uma festa de São Benedito no salão paroquial do templo. O problema foi que sumiram alguns frangos assados, mas restou muita farofa que ia dentro deles. Sem falar que, também, sobrou muita massa de pastel, porém faltou o recheio.

lapa parana

Segundo boatos, Dona Maria, a atual voluntária, sentiu uma voz soprar no seu coração, que foi até a sua cabeça:
– Pegue a massa de pastel e enrole a farofa, que assim você salvará a festa.
Deste jeito, a moça obedeceu ao pedido e inventou a nova comida, que já no primeiro dia fez o maior sucesso. Assim, a nova delícia foi chamada de Coxinha de Farofa.

Até hoje, algumas pessoas dizem que foi o espírito de Mãos de Fada que soprou a ideia no ouvido desta voluntária.
No Dia 15 de Março de 2015, foi realizada a Primeira Festa da Coxinha de Farofa da Lapa.

Luciana do Rocio Mallon / @lucianadorocio

“Lendas do Universo”, toda segunda-feira, às 20 horas, no BDI.

O livro da autora 

Mande seu e-mail para Luciana : lucianadorocio@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta