Lei autoriza venda de armas para policiais aposentados do DF

O Distrito Federal regulamentou a lei que libera a prioridade da compra de armas de fogo utilizadas ao longo da carreira por policiais civis, militares e bombeiros, depois da aposentadoria ou serva. O dinheiro recolhido com as vendas será revertido para o reaparelhamento das forças armadas.

Apenas aposentados e reservistas que mantiverem autorização para o porte poderão exercer o direito de compra e os herdeiros serão obrigados a restituir arma e peças após a morte do servidor.

Apenas armamentos utilizados por mais de cinco anos ficaram disponíveis para compras do policial que as adquirir. A proposta, aprovada nesta segunda-feira, 27, foi questionada por três deputados da oposição, pois, segundo a Lei n° 8.666/93, bem público não pode ser vendido diretamente.

Deixe uma resposta