La Liga cita possíveis datas para volta do Campeonato Espanhol

 

Foto: Divulgação

O presidente da liga espanhola destacou que três configurações de campeonato vêm sendo debatidas entre as ligas e a Uefa. Tudo dependendo de quando os torneios nacionais serão retomados.

– A primeira, se começar no fim de maio, é disputar as competições nacionais em junho, e as continentais em julho. A segunda, se começarmos no início de junho, é disputar todas as competições juntas até o fim de julho. E a terceira, com retorno ao campo no fim de junho, prevê os campeonatos em julho, e as copas europeias em agosto.

Javier Tebas rechaçou a possibilidade de que a temporada não seja retomada e, desta forma, concluída normalmente. O mandatário aponta que, enquanto houver tempo, o objetivo deve ser completar as 11 rodadas do Campeonato Espanhol.

– É uma hipótese que não contemplamos. Queremos terminar a temporadas, e temos a certeza que de iremos. Provavelmente a portas fechadas, que seja, mas a temporada tem que terminar. É curioso que os clubes que queiram terminar a temporada aqui sejam os do fim da tabela, que lutam para não cair – afirmou Tebas.

Segundo Tebas, nenhuma das grandes ligas da Europa têm planos de fechar a temporada sem concluir as rodadas restantes. Tebas pontuou o tamanho do prejuízo que haveria para a entidade caso o torneio não fosse completo.

– Traria um prejuízo estipulado em € 1 bilhão (R$ 5,6 bilhões). Se concluirmos com portas fechadas, o dano econômico será de € 350 milhões (R$ 1,9 bilhão). Se pudéssemos ter público, as perdas ainda seriam € 150 milhões (R$ 851,2 milhões). Quanto aos direitos de TV na Liga, arrecadamos 90% do total. Se não jogássemos mais, além de desistir dos 10%, teríamos de devolver 18% do que já ganhamos – explicou.

Deixe uma resposta