Júnior Dutra no meio termo

Por Deyvid Xavier

Foto: esporte.uol.com.br

O Corinthians anunciou sua primeira contratação para a próxima temporada. Júnior Dutra, atacante de 29 anos, com passagens discretas por alguns clubes brasileiros e futebol internacional, como Japão. Vindo do Avaí, o atacante marcou 9 gols no Campeonato Brasileiro, mas não evitou a queda do time catarinense para a segunda divisão.

Júnior Dutra já “conquistou” o torcedor corinthiano ao se declarar torcedor do clube. Mas tudo depende do desempenho dele dentro de campo, já que, para o torcedor , fica claro que ele será reserva de Jô, unanimidade na equipe, e pode ser a primeira opção de suplente do artilheiro, já que Kazim, o “gringo da favela”, mais personagem que jogador, não convenceu durante toda a temporada e tem dificuldades até em dominar a bola.

Por ironia do futebol, Kazim foi o autor do gol da vitória do Timão contra o Avaí, em que Júnior Dutra não foi bem (como o time inteiro do Avaí naquela partida). Mas esse fato não exclui a dor de cabeça que o gringo deu ao torcedor, que não confia no jogador. Júnior Dutra não é um jogador técnico, tem bom porte físico e é brigador dentro da área, seu habitat natural, já que Claudinei Oliveira, então técnico do Avaí, o colocava pela ponta e deixava o atacante mais longe da área em alguns jogos.

Jô é matador, Júnior Dutra é finalizador e Kazim é uma dor. O atleta não chega badalado ao Corinthians, mas o Timão já terá lucro se ele fizer 5 gols na temporada, diferente de Kazim. Em teoria, já chega conquistando uma vaga, na prática, depende de Fábio Carille, que tem a filosofia de não desistir de seus atletas. Mas paciência tem limite, isso Jadson e Maycon viram na reta final do Brasileirão.