Jogando em casa, Corinthians vence Internacional e assume a Segunda Posição do Brasileirão

Corinthians-Internacional-Foto-Miguel-SchincariolLANCEPress_LANIMA20140717_0177_25
(Foto: Miguel Schincariol/LANCE!Press)

Para evitar sustos e tragédias como as vividas nas duas primeiras partidas disputadas na Arena, o Corinthians sufocou os colorados desde o apito inicial em Itaquera. E a postura agressiva não demorou a dar resultado – graças, também, à desorganização da zaga gaúcha. Aos seis minutos, Jadson flutuou com liberdade entre zagueiros e volantes e deixou o peruano Guerrero livre para fazer o terceiro gol no Brasileiro.

Sem qualquer chance de reação para os comandados de Abel Braga, o Timão conseguiu ampliar o resultado já aos nove minutos. Luciano fez boa dobradinha com Petros na ponta esquerda e virou o jogo. Para desespero dos torcedores do Inter que compareceram à Arena, o lateral-direito Fagner estava sozinho e mostrou frieza para bater no contrapé de Dida.

Se o goleiro campeão mundial pelo Timão em 2000 e Jorge Henrique, integrante da campanha do título em 2012, foram ovacionados diversas vezes pela torcida corintiana, o mesmo não se pode dizer de D’Alessandro. O argentino tornou-se persona non grata para os alvinegros nas decisões da Copa do Brasil de 2009 e era vaiado a cada lance. Em campo, Elias e Ralf comandaram as provocações ao camisa 10 – e nada mais fizeram -, que mais uma vez se irritou.

A ‘blitz’ paulista deixou o Inter desesperado na busca, ao menos, do empate. Os jogadores do time gaúcho se perderam em passes errados e reclamações com o árbitro Wagner Reway. A bronca foi, principalmente, com o número de faltas a favor do Corinthians. O descontrole emocional colorado atrapalhou qualquer plano de reação, mesmo com o recuo demasiado – e corriqueiro – do time de Mano Menezes.

Mas a cautela exagerada quase foi castigada. Quando o Timão já comemorava a vitória tranquila e promovia a estreia do paraguaio Ángel Romero, Wellington Silva cruzou da direita e Clúdio Winck deu o último suspiro de esperança para o Colorado.

A vitória na 10ª rodada, a primeira após a pausa para a Copa do Mundo, levou o time treinado por Mano Menezes à vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Os alvinegros estão empatados com o rival São Paulo com 19 pontos, mas levam a vantagem no saldo de gols: 8 a 6. Já o Inter, que sonhava em colar na ponta da tabela, vê o G-4 da oitava colocação.

Deixe uma resposta