Jefferson campeão do Iluminados? Como?

jefferson moraes iluminados

Em tempos em que se enaltece a transparência, a competência e a honestidade somos obrigados a nos deparar com o suspeito desfecho do quadro Iluminados (Domingão do Faustão): Jefferson Morais sagrar-se campeão. 

Não que ele não tenha suas qualidades musicais, mas dizer que ele foi capaz de superar os concorrentes Bárbara Dias, Naíma, Kiell Cavalcanti, Matheus Max, Felipe Duran e Ester Freitas chega a ser uma piada. 

Sem me atentar às demais etapas de hoje que o levaram ao título de campeão, ficou evidente que Ester Freitas deu um banho de interpretação na música “Porto Solidão”, de Jessé, tanto em Jefferson quanto em Kiell Cavalcanti, que foi salvo e seguiu para a etapa final. 

Etapa essa que deixou ainda mais evidente que a competição foi um castelo de cartas marcadas. 

Kiell Cavalcanti foi nitidamente superior na música “Sangrando”, de Gonzaguinha, e ainda assim não conseguiu bater o suspeito favoritismo de Jefferson Morais, que se sagrou campeão. 

No dia 01 de março o fato de Jefferson vencer Naíma ao cantar “Maria, Maria”, de Milton Nascimento, e se qualificar para a grande final de hoje já me cheirou a injustiça, mas o que vi (e principalmente ouvi) hoje só aumentou ainda mais a minha desconfiança. 

Diante das curiosas expressões dos demais competidores diante da situação percebi que não estou sozinho nessas desconfianças: Ester Freitas se mostrou incapaz de disfarçar sua insatisfação ao ter a luz vermelha acesa sobre ela, ao lado de Kiell, para ser eliminada logo em seguida. Tamanha foi sua superioridade ao interpretar a canção de Jessé que a plateia do programa a aplaudiu em pé, não havia dúvida alguma de que ela foi melhor, entretanto… 

Para piorar Ivete Sangalo ainda berrava insanamente enquanto Ester se retirava do palco: “Quero você no meu trio elétrico!”. 

Já na etapa seguinte a feição de Kiel, ao ver a luz branca se acender sobre Jefferson e dar-lhe o título, denunciava que era nítido o fato de haver algo de errado na situação. 

Mande e-mail para o colunista: oscarmendes@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta