Ituano vence Santos nos pênaltis e conquista o Paulistão 2014

o4i1943
(Foto: Marcos Ribolli)

O Ituano entrou ligadíssimo no jogo, mas não com a bola nos pés. A marcação forte passou do ponto em alguns momentos e rendeu três cartões amarelos na primeira etapa, todos para jogadores do setor ofensivo: Cristian, Esquerdinha e Rafael Silva. O Santos, mais uma vez, ficou amarrado na marcação do Galo e insistiu demais nos lançamentos longos, na ligação direta entre defesa e ataque. Enquanto o zagueiro Neto bancou o armador, o Peixe não conseguiu jogar. Por outro lado, a entrada de Alison deu mais segurança ao meio-campo.

Quando ensaiou uma pressão, o Peixe conseguiu abalar um pouco a estrutura do rival. Foi assim que o time chegou ao gol. Leandro Damião furou um chute e a bola sobrou para Cícero, que sofreu pênalti de Alemão. Na cobrança, Cícero esqueceu o erro do primeiro jogo, quando chutou um pênalti nas alturas, e fez 1 a 0, acertando o canto direito do goleiro Vagner, que acertou o lado, mas não conseguiu alcançar.

O resultado do primeiro tempo criou um dilema no segundo. O Ituano tentou se abrir mais e até criou chances, mas sabia que mais um gol sofrido daria o título ao Santos. O Peixe, idem. Com as entradas de Rildo e Gabriel, o time da Vila Belmiro ficou mais tempo no campo de ataque e exigiu novas defesas de Vagner.

Nos pênaltis, após muita tensão, Jackson Caucaia fez o primeiro do Ituano. Cícero empatou. Na sequência, Aranha cresceu e defendeu a batida de Anderson Salles, justamente o melhor cobrador do Ituano. Alan Santos fez 2 a 1 para o Peixe. Marcelinho empatou, mas David Braz marcou logo depois. Esquerdinha fez 3 a 3, e Rildo mandou na trave. Nas últimas cobranças, o experiente Marcinho fez o seu, e o garoto Gabriel igualou.

Nas alternadas, Jean Carlos abriu com gol, e Arouca manteve o Santos vivo. Dener e Alison também marcaram: 6 a 6. Josa marcou o sétimo, e Vagner garantiu o título do Ituano ao defender a cobrança de Neto. Ituano, justíssimo, o novo campeão estadual.

Deixe uma resposta