Ida de Bruno Henrique para o Al-Ittihad faz Palmeiras reduzir dívida com patrocinadora

Foto: Rodrigo Coca/Corinthians

A transferência de Bruno Henrique para o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, aproximadamente R$ 27 milhões vão servir para abater parte da dívida do Palmeiras com a patrocinadora Crefisa.

Esse direcionamento faz parte do acordo ainda da compra de Bruno Henrique. Em 2017, a patrocinadora pagou o valor de R$ 13 milhões para o Palermo, da Itália. O exigido no aditivo do contrato diz que o Palmeiras deve devolver 100% do gasto pela patrocinadora na compra, mais os juros acumulados desde a época.

Ao todo, o Palmeiras terminou 2019 devendo R$ 172 milhões para a Crefisa. Entretanto, as vendas de Bruno Henrique e, principalmente, Dudu (ainda está emprestado), abatem parte do débito com empresa.

No caso específico de Bruno Henrique, o Palmeiras ainda vai obter lucro diante da operação. Dos R$ 27 milhões recebidos pela ida do volante para o time da Arábia Saudita, a Crefisa terá um pouco acima dos R$ 13 milhões, em virtude dos juros calculados com base em CDIs (Certificados de Depósito Interbancário).

Deixe uma resposta