‘Guias de baladas’ cobram até 1 mil reais para levar turistas a noitadas

(Foto: Reprodução/zoolafix.com)
(Foto: Reprodução/zoolafix.com)

A cada dia deve-se inventar um emprego novo. Imagina você ser pago para cair na gandaia e ser ‘companheiro de balada’ de alguém. Um site reúne esses ‘profissionais’ para os turistas farrearem por todo o mundo.

Zoola Fix junta os chamados “fixers” que estão à disposição dos turistas. Essas pessoas gostam de curtir a noite e têm bons contatos. Cada um estabelece um preço e o contrato inclui conhecer as discotecas e bares mais procurados da cidade. E o serviço não é dos mais baratos, alguns cobram até 350 euros, aproximadamente mil reais por noitada.

O contratante tem direito a até seis horas com o ‘guia’, mas pode dispensá-lo no momento que quiser, quando se enturmar com outros da balada, por exemplo. Segundo o site, a vantagem para o visitante é poder conhecer a vida noturna autêntica de cada lugar, com um roteiro personalizado de acordo com seus interesses e seu orçamento.

Além de indicar os lugares, o “baladeiro de aluguel” também pode ajudar em outras questões, como ficar na fila para pegar os drinques para o visitante, conseguir um táxi barato ou leva-lo para comer algo de madrugada, depois da festa.

Deixe uma resposta