Governo de SP mantém torcida única nos clássicos

Foto: Divulgação

Em reunião com representantes dos quatro grandes clubes de São Paulo, a Secretaria de Segurança Pública (SSP), decidiu manter a proibição a torcedores visitantes em clássicos paulistas. Bandeiras e instrumentos musicais também não foram autorizados a entrar nos estádios. As torcidas organizadas, após diversas brigas, seguem vetadas.

Compareceram na reunião desta terça-feira os presidentes de três dos grandes paulistas: Maurício Galiotti (Palmeiras), Modesto Roma Júnior (Santos) e Carlos Augusto de Barros e Silva (São Paulo). O Corinthians foi representado pelo advogado Luiz Felipe Santoro. Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF, também participou da discussão, assim como representantes do Legislativo, Justiça e Ministério Público.

“Reuniões como essa nos dão a certeza de que, juntos, nós podemos construir ações edificantes para o futebol”, disse Carlos Augusto de Barros e Silva, presidente do São Paulo.

Os envolvidos na reunião concordaram que as torcidas de futebol estão mais comportadas nos estádios.

“Somos especializados em policiamento de praças esportivas, mas as medidas auxiliam nosso trabalho”, afirmou o tenente-coronel Luiz Gonzaga de Oliveira Júnior, comandante do 2º Batalhão de Choque (BPChq).

“Com essas regras, diminuímos o uso dos PMs usados no patrulhamento dos estádios de futebol”, completou.