Governadores articulam anunciar medidas restritivas em conjunto contra avanço da pandemia

Foto: Divulgação

Governadores articulam anunciar conjuntamente medidas restritivas reduzir o avanço da Covid-19 no Brasil.

Eles concordaram em divulgar ações que sirvam até o dia 14 de março, pelo menos. O país atravessa o pior momento da pandemia.

O pedido de uma ação nacional chegou a ser feito para o Ministério da Saúde, mas a resposta foi a de que o presidente Jair Bolsonaro não deixa, segundo o Painel.

O principalmente objetivo é o de comunicar a população de que o momento é crítico e pede que a circulação seja reduzida, sendo a forma de diminuir a ocupação nos hospitais.

Segundo o governador Wellington Dias (PT-PI), porta-voz do grupo, alguns pontos que podem entrar nesse acordo nacional são o de proibição de venda de bebidas alcoólicas a partir de um determinado horário e o de impedimento de eventos com aglomeração.

21 estados já concordaram em apoiar o pacto. A consulta ainda está aberta para os que ainda não aderiram.

Os estados que já estão juntos são: Piauí, Paraíba, Bahia, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso, São Paulo, Pará, Distrito Federal, Alagoas, Minas Gerais, Ceará, Sergipe, Goiás, Maranhão, Amazonas, Paraná, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta