Gilson Kleina é demitido do Palmeiras

kleina1_1
(Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Gilson Kleina não é mais o técnico do Palmeiras. O treinador foi demitido após a derrota de virada para o Sampaio Corrêa, por 2 a 1, na última quarta-feira, no Maranhão, em jogo válido pela segunda fase da Copa do Brasil. A pressão após a terceira derrota consecutiva, somada aos questionamentos recorrentes de conselheiros e torcedores tornaram a sua permanência insustentável. A saída de Alan Kardec para o rival São Paulo contribuiu para a queda no desempenho do time nos últimos jogos, e o comandante acabou pagando com o seu cargo.

A decisão foi anunciada em reunião com a diretoria na Academia de Futebol no início da tarde desta quinta-feira. Após o encontro, Kleina falou rapidamente com a reportagem do GloboEsporte.com e disse deixar o Verdão com tranquilidade.

– Estou tranquilo. Fizemos tudo da melhor forma possível, mas acabou o ciclo – disse ele, por telefone.

Com Kleina, deixam o clube preparador físico Fabiano Xhá e os auxiliares Juninho e Jair Leite. O outro assistente técnico, Alberto Valentim, seguirá no clube e deverá, inclusive, dirigir o time interinamente contra o Goiás, sábado, às 18h30, no Pacaembu.

Gilson Kleina foi contratado em setembro de 2012 para tentar evitar o rebaixamento do time para a Série B. Sem sucesso, ele comandou o Verdão na campanha do retorno à elite do futebol nacional, conquistando a segunda divisão. No cargo, ele acumulou cinco eliminações: Paulistão (2013 e 2014), Sul-Americana (2012), Copa do Brasil (2013) e Taça Libertadores (2013). No total, o comandante fez 105 jogos, com 56 vitórias, 20 empates e 29 derrotas.

Confira a nota oficial do Verdão

 “Gilson Kleina não é mais o técnico da Sociedade Esportiva Palmeiras. Após reunião na tarde desta quinta-feira, a diretoria do Verdão decidiu pela saída do treinador do comando da equipe. Kleina, que estava dirigindo o time alviverde desde setembro de 2012, obteve durante sua passagem pelo clube 56 vitórias, 20 empates e 29 derrotas.

A diretoria do Palmeiras irá se pronunciar sobre o caso às 17h, em entrevista na Academia de Futebol. O treino do time acontecerá normalmente, às 15h30. As coletivas do goleiro Fábio e do volante Renato, previamente marcadas para as 14h30 desta quinta, foram canceladas.”

Deixe uma resposta