Fórmula Manjada no MMA

pesagem 1

Nos eventos de MMA, no dia anterior ao da luta, ocorrem as pesagens para verificar se os atletas estão com o peso de acordo com o da categoria em que lutam. 

Durante esses acontecimentos é de praxe, assim como ocorre no boxe, as encaradas entre os lutadores que vão se enfrentar e muitas vezes os fãs do esporte ficam empolgados acreditando que haverá um combate épico entre eles tamanha animosidade que os envolvidos apresentam. 

Encaradas, ofensas, provocações e, em casos excepcionais, os atletas quase chegando às vias de fato são relativamente comuns durante eventos de promoção das lutas, sendo um ingrediente a mais. 

Entretanto, na maioria das vezes, as lutas em si acabam deixando muito a desejar e ao término dos combates os até então inimigos ferrenhos se abraçam e confraternizam deixando claro que a tensão demonstrada antes das lutas se tratava apenas de marketing para vender a luta. 

Grande parte da renda dos eventos de MMA provém do pay-per-view, e quanto mais interessante o evento aparentar ser, mais assinantes são atraídos, o que justifica esse tipo de marketing. 

Mas é possível citar algumas exceções onde os envolvidos nas tais encaradas e trocas de ofensas realmente se odeiam, indo muito além de mero marketing, como os casos entre Jon “The Bones” Jones e Daniel Cormier, Frank Mir e Brock Lesnar, Wanderlei Silva e Chael Sonen (luta que nunca ocorreu), entre outros. 

Jon “The Bones” Jones e Daniel Cormier praticamente saíram no tapa durante evento de promoção da luta. / Foto: Reprodução
Jon “The Bones” Jones e Daniel Cormier praticamente saíram no tapa durante evento de promoção da luta. / Foto: Reprodução

Entre esses lutadores realmente há uma gigantesca inimizade e as lutas deixaram isso bem claro, presenteando os fãs do MMA com ótimas lutas. 

Óbvio que o MMA é um esporte e como tal os envolvidos devem se tratar como competidores e não como inimigos, o espírito esportivo deve imperar entre eles, mas como em qualquer outro meio existem inimizades. E que rola uma adrenalina a mais nas lutas entre esses supostos desafetos, é inegável. 

Mas ultimamente essas encaradas e provocações estão se mostrando nada mais que mera ferramenta de marketing porque fica evidente não haver animosidade alguma entre os competidores, ao término das lutas. 

No MMA deve haver fair play e respeito entre os lutadores, como em qualquer esporte, mas essa fórmula  de “plantar” brigas entre os lutadores está manjada e deixando de ser atrativa. 

Está na hora de os organizadores de eventos de MMA se reciclarem. 

@oscarmendesf

Mande e-mail para o colunista: oscarmendes@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta