Flordelis pede a colegas para não ser cassada na Câmara

Foto: Divulgação

A deputada Flordelis (PSD-RJ) pediu a colegas deputados que “pelo amor de Deus” não cassem seu mandato. Ela enviou uma mensagem a grupos de WhatsApp de parlamentares e se disse inocente da acusação de ter mandado assassinar o marido. 

“Querem caçar [sic] meu mandato venho aqui pedir a vocês pelo amor de Deus não deixem que façam isso comigo eu juro que vou conseguir provar a minha inocência e que vocês não se arrependerão de me ajudarem”, escreveu no grupo da bancada feminina da Câmara na madrugada de hoje (28). 

Até esta tarde nenhuma das participantes havia se manifestado sobre o pedido. O texto foi enviado também para grupos da bancada do partido e da bancada estadual.

Ela foi denunciada, nesta semana, pelo Ministério Público do Rio de Janeiro sob a acusação de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em 2019. O pedido de prisão feito pelo MP não foi aceito porque a parlamentar tem imunidade parlamentar. 

Ela é acusada de homicídio triplamente qualificado, homicídio tentado, associação criminosa, uso de documento ideologicamente falso e falsidade ideológica. 

Na mensagem a deputada disse que foi denunciada por coisas que não fez.

“Não matei meu marido e não mandei matar. Fui indiciada por mensagens que não escrevi”. 

Flordelis disse que há políticos se aproveitando de sua situação e que seu caso é tratado com “sensacionalismo” pela imprensa.

Deixe uma resposta