Felipe Conceição cita dificuldades do Cruzeiro no duelo contra São Raimundo na estreia da Copa do Brasil

Foto: Gustavo Aleixo/ Cruzeiro

O Cruzeiro teve dificuldades em Boa Vista, a capital de Roraima, mas avançou na Copa do Brasil ao empatar por 1 a 1 com o São Raimundo, em jogo único da primeira fase.

Tecnicamente, não foi uma boa exibição. O time saiu atrás no placar, logo aos oito minutos de jogo. Mas o empate veio no segundo tempo, e a vaga também. O treinador Felipe Conceição valorizou.

– Entendemos, no decorrer da partida, o que ela pedia. Não foi fácil, principalmente por ter tomado o gol logo no início, mas tivemos a calma e a tranquilidade de buscar o empate e conseguir essa classificação, que é importante pro grupo e pro clube. Devagarinho, vamos crescendo e conquistando coisas que são um pouco intangíveis.

“Valeu pela luta, pela alma, pela entrega, principalmente no segundo tempo. Mostramos brio, e a equipe está de parabéns por isso”.

– O contexto, um jogo só, decisivo… Mais o campo, mais calor, mais a sequência de jogos no início de temporada, numa pré-temporada tão curta. Mas mesmo no dia que a gente não consiga jogar tão bem, conseguir a classificação e não perder é de vangloriar os atletas, é de enaltecer a entrega, a luta – disse.

– Você está enfrentando uma equipe que está fazendo o jogo do ano, o jogo da temporada. Num campo adverso, um campo complicado de se jogar como a gente gostaria. (…) No futebol, tem dia que você não vai jogar bem, por “N” motivos, mas a gente conseguiu a classificação, isso foi o mais importante. Os atletas demonstraram uma luta muito grande, uma entrega muito grande, e conquistamos uma importante classificação para o clube – acrescentou.

Na próxima fase da Copa do Brasil, o Cruzeiro enfrentará o América-RN, que eliminou o Real Brasília na primeira fase, ao vencer por 2 a 0 fora.

Deixe uma resposta