Falta macho na TV brasileira

Foto: Reprodução

Muitos vão achar que estou falando apenas de sexo.
Mas a coisa é muito diferente.
Quando eu digo que falta macho na TV Brasileira, estou me referindo ao notável e inigualável Flávio Cavalcanti.
No meio do Regime Militar, com a existência sim de um centro de torturas de nome DOI CODI, Flávio defendeu a atriz Leila Diniz, acusada de ser comunista.
Leila jamais foi guerrilheira, era apenas uma atriz de pensamentos socialistas.
Mas o DOI CODI queria prender Leila pra fazer cartaz.
E ao saber que o DOI CODI iria prender Leila, de imediato levou Leia pra sua própria casa.
Flávio desafiou o DOI CODI do Rio a entrar em sua casa.
O DOI CODI não respeitava casa de quem quer que fosse.
Mas o DOI CODI do Rio não teve coragem de entrar na casa de Flávio Cavalcanti.
Por muitos dias o DOI CODI ficou com carros parados na frente da casa de Flávio ameaçando entrar e Flávio peitando a turma.
Nenhum dos apresentadores de TV de hoje seria macho pra enfrentar o que Flavio enfrentou no Rio.
Ao final um general telefonou pra Flávio e fez um acordo com ele.
Flávio acompanhou Leila Diniz até um local de depoimento, onde ela declarou jamais ter participado de movimentos armados e não conhecer ninguém que fizesse aquilo e logo depois do depoimento ao lado de Flávio ela foi embora.