Ex Pânico vende bolsas para sobreviver na pandemia

Foto: Divulgação

O humorista Evandro Santo, ex-Pânico, precisou vender bolsas de grife para se sustentar devido ao cancelamento de shows por causa da pandemia do coronavírus.

“O que aconteceu foi que eu tinha 20 shows marcados que caíram. Falei: ‘Meu Deus, o que vou fazer da minha vida?’, disse o humorista ao site Notícias da TV.

Foi então que, incentivado por uma amiga terapeuta, Evandro decidiu se desfazer de alguns artigos da sua coleção de luxo.

“Não fez falta. Na boa? Vendi muita coisa que não fazia mais sentido para mim […] Estou no essencial. Acho que é um exercício sem volta. Foi uma fase mágica, de deslumbre. Claro que tenho minhas coisas, mas para que 10 bolsas? Malas? Doei tudo ou vendi. Hoje, ajudo projetos LGBTQ+”, explicou.

Deixe uma resposta