Ex-ladrão e empresário, Sila da Conceição é o convidado do De Frente com Gabi‏

(Crédito: Carol Soares/SBT)
(Crédito: Carol Soares/SBT)

Marília Gabriela recebe um ex-ladrão que se tornou um grande empresário neste domingo, 21 de setembro. Sila da Conceição teve sua inusitada história de vida retratada no livro “Danem-se os Normais”, publicação que mostra como um dos mais bem sucedidos batedores de carteira do país tornou-se um empresário com negócios no Brasil e nos Estados Unidos. Ele fala na entrevista sobre as prisões pelas quais passou, as lições que aprendeu no crime, as mulheres que fizeram parte de sua história e os nove filhos que teve com várias delas.

Confira as melhores frases da entrevista:

· Ainda não leio e nem escrevo e não tenho interesse em aprender. Não quero ser “mais um”.

· Eu pensei que se era para ser ladrão, eu tinha que ser diferenciado. Comecei batendo carteiras e fiquei nisso por dez anos.

· Passei por cinco cadeias e um dos meus maiores aprendizados foi no Carandiru. Quando falo que aprendi, não quero fazer apologia ao crime. Afinal de contas, se valesse a pena, eu ainda estaria lá.

· Como batedor de carteira, não ganhei muito, só o que precisava para sobreviver.

· Você não cresce (financeiramente) com o que você ganha, mas com o que você deixa de gastar.

· Quando cheguei a São Paulo fui morar no Brás. Lá tinham ladrões de todas as partes do país.

· Se eu tinha todo aquele aparato dentro do crime e era respeitado, pensava: “se eu trabalhar, então, só vai dar eu”.

· Só era ladrão no “horário de trabalho”, fora dali era um cara direito.

· Vi muito mais honestidade no crime do que hoje vejo no lado social.

· Como ladrão nunca passei um cheque sem fundo para ninguém.

· Os loucos abrem caminho, os sábios os seguem e os normais inteiram.

O De Frente Com Gabi vai ao ar aos domingos, 0h, logo após o Programa Silvio Santos.

Deixe uma resposta