Esquerda coleciona derrotas na eleição e PT fica sem prefeito em capitais pela primeira vez na história

Foto: Divulgação

A eleição deste domingo, 29/11, não foi favorável aos admiradores do partido de esquerda. Apenas o PDT e o PSB conseguiram eleger candidatos em capitais. Já o PT de Lula, pela primeira vez na história, não fez nenhum prefeito nas grandes cidades do Brasil.

Apesar da esperança com João Coser, em Vitória e Marília Arraes, em Recife, ambos foram derrotados e deixaram o PT a ver navios. Para efeito de comparação, em 2004, a sigla obteve nove capitais.

As derrotas de Manuela D’Ávila (PCdoB) – que foi candidata a vice-presidente na chapa do petista Fernando Haddad em 2018 – e Guilherme Boulos (PSOL) em São Paulo com índices abaixo dos divulgados em pesquisas, acendem o alerta da esquerda para 2022.

Entre os aliados, o PSOL garantiu uma prefeitura. PDT e PSB, que garantiram duas cadeiras cada, não pretendem fazer alianças com a sigla de Lula no próximo pleito.

Deixe uma resposta