Em seu primeiro ano, Massa supera expectativa da Williams

482720395_1
(Foto: Getty Images)

A Williams procurava um piloto veloz e experiente para comandar o projeto de reerguimento que iniciava em 2014. Com a saída de Felipe Massa da Ferrari, encontrou no brasileiro o nome ideal. Após uma primeira parte atribulada, com diversos incidentes, o piloto de 33 anos fez uma excelente segunda metade de campeonato, com direito a três pódios e uma briga pela vitória na última etapa, em Abu Dhabi. E ao fim da temporada, o tradicional time britânico faz um balanço positivo da contribuição de Massa. Para o diretor técnico da equipe, Pat Symonds, o brasileiro superou as expectativas.  

– Sabíamos que Felipe era veloz e que não faz muito tempo que ele quase foi campeão mundial. Ele, na verdade, foi mais veloz do que achei que ele iria seria – destacou o dirigente, lembrando do vice de Massa por apenas um ponto em 2008.

A boa impressão deixada por Massa não se refletiu na classificação. O brasileiro terminou apenas na sétima colocação com 134 pontos, enquanto seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, foi o quarto, com 186. 

Tudo em razão de uma primeira parte de campeonato bastante atribulada. Nas 12 etapas antes das férias, Felipe sofreu com a falta de sorte e marcou apenas 40 pontos: foi atingido na Austrália por Kamui Kobayashi, tocado por Sergio Pérez no Canadá, coletado por Kimi Raikkonen na Inglaterra, capotou ao tocar Magnussen na Alemanha, além de ter amargado erros de pit stop e estratégias da equipe. Por outro lado, alcançou a façanha de ser o único piloto não-Mercedes a conquistar uma pole, na Áustria.

Deixe uma resposta