Em almoço com Bolsonaro, militares fazem balanço de ações em 2020

Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro participou nesta quarta-feira (9) do tradicional almoço de fim de ano com oficiais-generais das Forças Armadas, no Clube da Aeronáutica, em Brasília. Durante o evento, ele disse que quer entregar, no futuro, um país melhor do que aquele que recebeu quando tomou posse, no início do ano passado.

“Queremos, no futuro, entregar a quem vier me substituir, um país melhor que aquele recebemos no início do ano passado. Começamos nossa ação bastante tristes, com o problema de Brumadinho. Outros problemas tivemos, o último, a questão energia elétrica no estado do Amapá e quem, nos dois episódios, estava na frente para buscar melhora na dor dos nossos irmãos eram os militares. Isso nos orgulha”, disse Bolsonaro aos generais.

Durante o evento, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, agradeceu ao presidente, que, segundo ele, empenhou seu capital político para viabilizar importantes soluções na área, como por exemplo a reestruturação da carreira militar.

Azevedo acrescentou que os integrantes do Ministério da Defesa, da Marinha, do Exército e da Força Aérea Brasileira se empenharam com dedicação e profissionalismo. “Os militares se engajaram, alinharam-se a outras agências governamentais, compartilharam suas competências para ajudar o governo e a sociedade nas dificuldades e nas emergências que surgiram neste ano”, disse.

O ministro lembrou que neste ano a defesa constituiu comandados conjuntos para enfrentar a pandemia do coronavírus, levando apoio aos mais necessitados, incluindo centenas de comunidades ribeirinhas, quilombolas e indígenas.

“Ao mesmo tempo esforços foram empreendidos no combate aos ilícitos ambientais, na Operação Verde Brasil 2, na contenção dos incêndios no Pantanal, na garantia da votação e apuração das eleições municipais e no apoio à população do Amapá, na crises energéticas que atingiram aquele estado”, ressaltou.

Agência Brasil

Deixe uma resposta