Dois milhões de doses da vacina de Oxford importadas da Índia chega a SP

Foto: REUTERS/Amanda Perobelli

O avião que transportava os dois milhões de doses da vacina de Oxford produzidas no Instituto Serum, na Índia, chegou a São Paulo na tarde desta sexta-feira (22), após o governo indiano autorizar as exportações comerciais do imunizante. O pouso ocorreu por volta das 17h20.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, acompanhou a chegada da carga no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. A carga era para ter chegado cinco dias atrás, no dia 17, mas a Índia não havia liberado o envio para o Brasil.

“A carga será encaminhada para a Fiocruz que vai preparar toda a etiquetagem e a conferência do material recebido. Os lotes serão separados a partir de amanhã, quando estiverem prontos, provavelmente, no fim do dia, iniciamos o transporte para todos os estados do nosso país”.

Segundo Pazuello, a cidade de Manaus terá prioridade na primeira carga de vacinas.

“Damos prioridade nesse momento para o estado do Amazonas, principalmente, a capital Manaus que vive uma situação mais crítica no nosso país. E essa prioridade fica evidente a partir de um acordo com os governadores, onde 5% dessa primeira carga ela vai ser destinada aonde está o maior risco do país, que está em Manaus”.

As doses serão colocadas em um avião da Azul, que fará o transporte até o Rio de Janeiro, onde o ministro da Saúde deverá fazer um pronunciamento.

Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), os imunizantes estarão prontos para uso no sábado (23) à tarde, após checagem de qualidade e segurança, além de rotulagem e etiquetagem.

A Índia havia apenas enviado remessas de vacinas gratuitas a países vizinhos. Agora, liberou as comerciais, e Brasil e Marrocos são os primeiros beneficiados.

Deixe uma resposta