Diretor do SBT tentou demitir Rachel Sheherazade

Divulgação: SBT

Divulgação: SBT

O diretor de jornalismo do SBT, Marcelo Parada, tentou demitir Rachel Sheherazade.

Marcelo Parada não tem linha direta com Silvio Santos e precisa falar com um determinado superior no SBT que esta coluna vai preservar o nome.

Este superior que falou com Silvio sobre o desejo de Marcelo Parada demitir Rachel.

Eis que Silvio não aceitou a demissão e disse que se o problema com Brasília e o PT eram comentários de Rachel, então que se tirassem os comentários mas jamais a demitissem.

O superior então levou esta determinação ao diretor de jornalismo que se sentiu frustrado pois tinha acertado com Brasília que demitiria Rachel.

Aliás, o mesmo Marcelo Parada foi quem demitiu anteriormente uma outra jornalista que Silvio logo admitiu de novo desautorizando publicamente Marcelo Parada pra qualquer ato contra pessoas que Silvio tenha contratado.

Nesta lista está Rachel, Joseval, Carlos Nascimento e todas as outras apresentadoras que já existiam, todas contratadas por Silvio faz tempo.

Quanto ao tal programa que Rachel vai ter no futuro, existe real projeto idealizado por Silvio mas que só pode ser colocado na realização depois das eleições.

Eu explico aqui.

Após o último dia de junho, quando todos os candidatos de partidos estiverem escolhidos por suas bancadas, será proibido que rádios ou TVs façam comentários políticos que possam ser interpretados contra ou a favor de algum candidato.

Tudo relativo a comentários só poderá ser realizado dentro do horário eleitoral.

Então de nada adiantaria colocar em produção imediata o novo programa de Rachel Sheherazade se só poderia entrar de verdade depois de novembro.

Agora uma ideia minha pessoal.

Se Dilma ganhar as eleições, Rachel tendo um programa de comentários será um perigo que pode colocar em jogo a presidência e até o impeachment de Dilma depois.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br