Derrota com sabor de vitória!

 

Foto: ingresso.com
Foto: ingresso.com

 Quem acompanha alguns jogos da Libertadores desde o início e conseguiu ver jogos do Tigres, adversário de ontem do Internacional, estranhou muito a forma de jogar do time mexicano, ainda mais, pelo fato do Inter tem feito dois gols em 10 minutos. O Colorado realmente parecia um rolo compressor, um time que corria, movimentava, marcava a saída de bola do adversário, mantinha a posse de bola e jogava na maior parte no campo de ataque. Mas, o felino estranho, inofensivo e perdido, acordou e virou mesmo um “Tigres”, e foi dessa maneira que os mexicanos jogaram durante toda a Copa Libertadores. Organizado, compactado, bem treinado, sabendo o que fazer coma bola nos pés, resumido num 4-1-4-1. Com isso, o Inter se desorganizou e não conseguiu mais se impôr.

 Sim, venceu o jogo, mas será que o torcedor se dá por satisfeito com a apresentação burocrática do seu time? O que esperar da partida de volta na “jaula do Tigres?” Bom, a verdade é que será muito difícil para o Colorado. Todos nós sabemos que o objetivo do futebol (e do esporte em geral) é sempre a vitória, mas perder jogando bem enche de esperança (e com razão) o bom time mexicano. Existem, sim, derrotas que “valem” três pontos!

Envie seu e-mail para o colunista: deyvidxavier@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta