Daniel Alves elogia Diniz e minimiza episódio com Tchê Tchê

(Foto: Rubens Chiri/SPFC)

Daniel Alves saiu em defesa do trabalho do técnico Fernando Diniz no São Paulo, nesta quinta-feira. Após a goleada sofrida pela equipe por 5 a 1 para o Internacional, na última quarta-feira, e a perda da liderança do Campeonato Brasileiro, o treinador voltou a ser questionado no clube.

– O trabalho do Diniz é espetacular por uma razão. Não foi um treinador que teve muita possibilidade de contratações, e segundo que foi um treinador que teve que potencializar, ensinar e encorajar jogadores que estavam desacreditados por todos, pela imprensa, por nossos torcedores, a dar um passo a frente, a ser muito melhor do que eram, a performar bem, conseguir ser alguém respeitado – afirmou Daniel Alves em entrevista coletiva.

– O grande trabalho do Diniz vem a partir do momento em que ele não se preocupa só em criar grandes jogadores, mas sim grandes seres humanos, que vão sair melhores do que eram daqui. O Diniz, no dia que não estiver mais aqui, vai deixar uma grande base, não só monetária, mas pessoal também para o São Paulo. Serão pessoas que vão influenciar outras a não serem omissas – acrescentou.

Além dos resultados negativos em 2021, outro fator que pesou para a pressão aumentar sobre Diniz foi a discussão que ele teve com Tchê Tchê. Na partida contra o Bragantino, o treinador chamou o jogador de “perninha” e “mascaradinho”.

Daniel Alves minimizou o episódio.

– O momento do Tchê Tchê sempre é elevado massivamente por vocês, mas é que vocês não conhecem ele no dia a dia, teriam outra impressão. Até pra pior (Risos), ele tem o jeitão dele de ser. A gente ama muito esse cara, quem dera todo ser humano tivesse um Diniz na sua vida, seriam melhores, sem dúvida.

Na próxima rodada o São Paulo enfrenta o Coritiba, no próximo sábado, às 19h, no Morumbi. 

Deixe uma resposta