“Cúmplices de um Resgate” começa com tudo

Crédito: Leo Franco/ SBT
Crédito: Leo Franco/ SBT

A versão brasileira de “Cúmplices de um Resgate” estreou nesta segunda-feira e rendeu picos de 16 pontos de audiência para a emissora de Silvio Santos. Há algum tempo, os diretores do complexo da Anhanguera estão se dedicando ao público infanto-juvenil, a fim de conquistar esse tipo de telespectador que não se sente mais representado nas grades de programação da TV aberta. A ideia deu tão certo, que o resultado é visível no sucesso de “Carrossel” e “Chiquititas”. Pensando nisso, a produção não parou por aí…

A proposta da nova novela é boa e a repercussão na internet reuniu avaliações positivas, que destacam, principalmente, a abertura da trama. Dessa vez, o SBT optou por uma versão mais dinâmica, cheia de animações e a participação de um elenco animal, formado pelo cachorro “Manteiguinha”, o gato “Bartolomeu”, o peixe “Beijoca” e o rato “Tuntum”. Uma das grandes diferenças da versão mexicana é o fato de colocar em pauta discussões como o preconceito e a intolerância religiosa. Iris Abravanel, autora da novela e esposa do patrão, garante que tudo será tratado de uma forma lúdica e que o principal objetivo é formar as crianças e jovens “resgatando o amor”.

O grande destaque da novela, no entanto, vai para a atriz mirim Larissa Manoela. Com apenas 14 anos, a mocinha é a primeira adolescente responsável por interpretar gêmeas na TV brasileira. Apesar de sentir o peso da responsabilidade, ela se dedica muito e os diretores não economizam nos elogios: “Cúmplices de um Resgate foi a novela escolhida para que a Larissa Manoela fosse a protagonista, sem dúvida nenhuma. O desempenho dela é perfeito e tem superado todas as nossas expectativas”, afirma Iris Abravanel.

O talento de Larissa tem surpreendido, inclusive, o diretor geral da trama que se denomina uma pessoa exigente e difícil de agradar. “A Larissa Manoela é um fenômeno. Ela me surpreendeu com tanto talento. É impressionante”, disse Reynaldo Boury. Feliz e animada com os desafios que tem pela frente, Larissa Manoela garante que está aprendendo com as duas personagens: “É um presente ter essas duas meninas. Cada uma tem a sua personalidade, cresceram afastadas uma da outra. O desafio maior é interpretar quatro personagens, já que uma se passa pela outra. Eu estou aprendendo muito, levando trejeitos e jeitinhos meus para as personagens”. E emenda: “É uma honra ser a primeira adolescente a interpretar gêmeas na teledramaturgia brasileira. Eu sei que a responsabilidade é grande. Estou me dedicando muito, estou muito determinada”, afirma.

Mande seu e-mail para a colunista : barbarasaryne@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta