Crianças mais atormentadoras do cinema

crianças

Patati e Patatá, ícones da criançada

Crianças:  presentes, passeios no parque, McDonald’s, palhaços e tudo o mais que se espera para mimar os pequenos.

Mas não vem ao caso agora, vamos nos relembrar das crianças mais impressionantemente atormentadoras do cinema, afinal, também existe o “lado negro da força”, não é mesmo?

Para muitos, os palhaços (como os acima) são mais horripilantes do que muito bicho-papão, mas essa é outra história.

Vamos às singelas criancinhas…

MAMA

Lilly e Victoria (Mamma)

Filme: Mamma

O que se esperar de duas irmãs, Victoria (Megan Charpenter) e Lilly (Isabelle Nélisse) que, após desaparecerem em uma floresta, foram criadas por uma entidade a quem passaram a chamar de Mama. 

Devido às circunstâncias em que foram criadas até que as “adoráveis” meninas são bem tranquilas, ou não.

Caso 39

Lilith (Caso 39)

Filme: Caso 39

O que leva os pais a tentarem matar a própria filha?

Lilith Sullivan (Jodelle Ferland) passou por esse “trauma”, mas com o passar do tempo a nova mãe adotiva, Emily Jenkins (Renée Zellweger) entende (da pior maneira possível) o que os levou a tomar uma decisão tão extrema.

Realmente o poder de manipulação, a maldade e a forma possessiva como ela age são fatores que nos fazem entender o dilema vivido por seus pais.

A Profecia

Damien (A Profecia)

Filme: A Profecia

Damien Thorn (Harvey Stephens) está muito longe de ser uma criança adorável.

Basta dizer que ele não é nada mais que o Anticristo e que, para atingir seus objetivos de dominar o mundo sob a bandeira de seu pai (Satã), ele arruma um jeito de dar um fim nada singelo a todos que tentam atrapalhar seus planos.

A propósito: quem coloca o nome de “Damien” no filho?

Entrevista com o Vampiro

Cláudia (Entrevista com o Vampiro)

Filme: Entrevista com o Vampiro

Não sei se dá para entender a revolta que se passa com Cláudia (Kirsten Dunst) pelo fato de ter sido “vampirizada” ainda criança, o que a impossibilita de se tornar adulta e ter uma vida normal, o certo é que se podemos citar um exemplo de criança mimada, a personagem se encaixa perfeitamente.

Cemitério Maldito

Gage (Cemitério Maldito)

Filme: Cemitério Maldito

O amor paternal, depois do maternal, é um dos sentimentos mais fortes no ser humano, mas trazer o filho falecido de volta do mundo dos mortos definitivamente não é uma boa ideia.

Um exemplo disso é Gage Creed (Miko Huges), que é trazido do outro lado após ser atropelado por um caminhão.

Impossível lembrar dele e não vir à mente sua risada sinistra…

iluminado

Danny (O Iluminado)

Filme: O Iluminado

Uma criança com poderes psíquicos ignorados pelos pais dificilmente pode ser normal, e Danny Torrance (Danny Lloyd) acaba sendo um exemplo disso.

Para piorar, seus pais o levam para passar uma temporada em um hotel, no meio do nada, repleto de acontecimentos funestos ocorrido no passado.

Podre Danny…

A Órfã

Esther (A Órfã)

Filme: A Órfã

Adotar uma criança, dar-lhe um lar, educação e tudo o mais que ela merece é um ato louvável, mas o que acontece quando a criança adotada demonstra comportamentos estranhos?

É o que acontece com o casal que, inadvertidamente, adota Esther (Isabelle Fuhrman).

No final ela não é tão criança como se acreditava…

Ok, você sentiu falta de figurinhas carimbadas como a Reagan (O Exorcista) e Samara (O Chamado). Não que elas não sejam horripilantes, mas pra que coloca-las na lista sendo que elas normalmente estão presentes em todas as listas do gênero?

Mas para você não ficar com saudade delas e, certamente, ter uns bons pesadelos com essas duas personagens tão “queridas” do mundo do horror eu sacio sua vontade:

daveigh-chase-aos-12-e-aos-24-anos_10

Daveigh Chase (Samara de O Chamado)

exorcista2

Linda Blair (Regan – O Exorcista)

 

Listas sempre acabam sendo um pouco polêmicas, mas escolhi essas sete porque foram as que mais me impressionaram dentre tantos filmes de terror aos quais já assisti.

E, além do mais, sete é um número digamos, “sugestivo”…

@oscarmendesf / Site oficial do autor

Mande e-mail para o colunista: oscarmendes@bastidoresdainformacao.com.br