Covas suspende Réveillon na Paulista e tenta cancelar Marcha para Jesus

Foto: GOVESP

São Paulo não terá o tradicional Réveillon da avenida Paulista em 2020. A decisão, baseada nos números do coronavírus, foi anunciada pelo prefeito da Capital, Bruno Covas, durante coletiva de imprensa realizada na tarde desta sexta-feira, 17/7.

“Tanto a Prefeitura, quanto o Governo do Estado, entendem muito temerário organizarmos um evento pra 1 milhão de pessoas na avenida Paulista em dezembro deste ano”, afirmou Covas.
“É um evento que envolve três meses de organização, com agenda de artistas, patrocinadores e pacotes de viagens”, completou.

Outro anúncio importante do prefeito foi o da Virada Cultural, que acontecerá através de lives pela primeira vez desde a criação do evento, em 2005. O intuito é evitar aglomerações.

Os outros dois grandes eventos programados para o segundo semestre não são organizados pela Prefeitura e, portanto, necessitam de diálogo para um possível cancelamento. “Nós seguimos conversando com organizadores da parada LGBT e da Marcha para Jesus. Assim que tivermos uma posição dialogada, vamos divulgar”, concluiu o prefeito.

Deixe uma resposta