Covas critica Bolsonaro; ‘virou as costas’ para São Paulo

FOTO GOVERNO SP

O prefeito e candidato à reeleição em São Paulo, Bruno Covas (PSDB), criticou queda nos recursos federais repassados pelo governo Bolsonaro à capital paulista.

Covas disse que Bolsonaro “virou as costas à cidade”, e que o presidente deve explicações pela diminuição no envio de recursos. A declaração serviu como crítica também a seu principal concorrente na disputa, Celso Russomanno (Republicanos), que é apoiado pelo presidente.

“O presidente podia aproveitar então, já que está dedicado e focado na campanha do Celso Russomanno, (para explicar) por que ele diminuiu as transferências voluntárias à cidade de São Paulo em 97%, quando comparado o último ano da gestão (Michel) Temer com o ano de 2020”, disse Covas.

“Ele podia explicar por que virou as costas para a cidade de São Paulo nesses dois anos, e o candidato dele (Russomanno) pode explicar por quê, nesses dois anos, ele não ajudou a cidade de São Paulo a buscar esses recursos que foram reduzidos pela administração federal”, disse Covas.

Ele esclareceu no entanto, que apesar da queda nos repasses voluntários, a Prefeitura conseguiu um total de R$ 2,5 bilhões com os governos estadual e federal para o enfrentamento da pandemia do coronavírus.

Deixe uma resposta