Coronavírus faz irmãs se reencontrarem em hospital após 53 anos

Foto: Divulgação

Uma enfermeira conseguiu reencontrar a irmã, de quem estava separada há mais de cinco décadas, em um caso que teve influência do coronavírus. O caso aconteceu em Fremont, nos Estados Unidos e reuniu Doris Crippen e Bev Boro.

Doris pegou a covid-19. Foi então que ela foi levada ao hospital Methodist Fremont Health, onde Bev é uma enfermeira especializada no setor de medicamentos. Bev viu o nome Doris em uma lista e resolveu questionar a paciente.

“Fui e falei: ‘Seu pai é Wendall Huffman? Ela disse que sim. Eu apontei para mim mesma e falei: ‘O meu também'”, contou Bev.

“Eu olhei para ela, ela olhou para mim. Tinha que haver uma relação entre nós”, disse Doris.

Bev estava nervosa em falar com a irmã.

“Ela disse pra mim: ‘Eu sou sua irmã, Bev’. E eu literalmente levantei das cadeiras e a abracei, em lágrimas. Foi uma sensação de alegria. Fazia 53 anos desde que a vi, ela era um bebê”, afirmou Doris.

Bev conta que já havia pesquisado muito para reencontrar a irmã, mas sem sucesso.

“Se não fosse pela covid, eu nunca teria encontrado a Bev. Se não fosse por isso, nunca teria ido para este hospital com o braço quebrado. As duas prometeram fazer uma grande festa em família quando puderem aglomerar os parentes em um mesmo lugar.

Deixe uma resposta