Copa Do Mundo: No encontro de gigantes, Itália leva melhor sobre a Inglaterra 2 a 1

Inglaterra-Italia-Mario-Balotelli-StansallAFP_LANIMA20140614_0289_25
(Foto: Ben Stansall/AFP)

Ao contrário do que se podia imaginar de um Inglaterra x Itália, o jogo foi bastante aberto. Os italianos começaram com mais posse de bola, mas foi o English Team que teve as primeiras chances claras, sempre usando o chute de longe, primeiro com Sturridge e depois com Gerrard. O jogo foi melhorando e a Itália começou a pressionar. Os lançamentos de Pirlo passaram a dar certo e a Inglaterra recuou.

Foi em um lance com a genialidade do camisa 21, aliás, que o gol italiano saiu. Escanteio batido e a bola sobrou para Pirlo, que fez um corta-luz que enganou Sturridge e deixou a bola livre para Marchisio soltou uma bombae Hart não comnseguiu defender. Dois minutos depois, porém, a Inglaterra respondeu à altura. Rooney fez bela jogada pela esquerda e achou o próprio Sturridge, que com o pé ruim (o direito) empatou o jogo.

Com uma série de jogadores jovens, a Inglaterra entrou no segundo tempo para decidir. Usando a juventude de Sturridge, Welbeck e Sterling, os ingleses começaram pressionando bastante. O camisa 9, jogador do Liverpool, tentou a sorte de fora da área, mas quem marcou foi a Itália. Em linda jogada de Candreva, Balotelli finalmente apareceu, tendo o trabalho apenas de empurrar de cabeça para o gol.

O técnico Roy Hodgson esperou um pouco demais para mexer, mas quando o fez, lançou logo o jovem Ross Barkley, de apenas 20 anos. O meia do Everton começou com uma bela jogada pela esquerda, mas depois desapareceu, talvez sentindo o peso do jogo. Hodgson optou por colocar mais um jovem jogador, Wilshere, de 22 anos, do Arsenal. Enquanto isso, a Itália se recusava a recuar, trocando apenas “seis por meia dúzia”, com Immobilo e Thiago Motta entrando nos lugares de Balotelli e Verratti, respectivamente.

Quando o jogo se ensaiava para um final dramático, o cansaço de ambos os lados bateu. Primeiro foi Rooney, que bateu escanteio de forma bisonha. Depois, Johnson errou cruzamento. A Itália levou vantagem por não precisar correr atrás do resultado, mas houve tempo para uma última blitz, liderada por Baines e Gerrard. Ambos tiveram chances de falta, mas não conseguiram empatar o jogo.

Deixe uma resposta