Coordenadora de enfermagem pede que população mantenha medidas de prevenção ao novo Covid

“Está acontecendo um aumento de casos de doenças psicossomáticas”, alerta Katherine Maurente

Coordenadora de enfermagem do Hospital Municipal de Cachoeiras de Macacu, no Rio de Janeiro, Katherine Maurente tenta tranquilizar sua equipe, apesar dela saber que está em um dos momentos mais tristes da humanidade. Os profissionais que já estavam exaustos tiveram que lidar com o aumento de casos da Covid-19. Katherine, no entanto, não chama esse repique de 2° onda.

“Na verdade, eu converso muito com a equipe que não é segunda onda, porque a primeira nem foi embora. Houve uma flexibilização no isolamento, logo quem estava em casa passou a sair e quem não pegou passou a contrair o coronavírus”, ressalta Katherine.

Ela destaca que neste momento, que ainda não começou a vacinação, é preciso conviver com o vírus, sem relaxar em nenhum momento e não entrar em pânico.

“Devemos aprender a conviver com o vírus. Não podemos viver com o pânico, porque o que está acontecendo é o aumento de casos de doenças psicossomáticas. Temos apenas que ter cautela, aprender a educação higiênica, lavagem das mãos, distanciamento social e sempre usar máscaras”, finaliza.

Deixe uma resposta