Contato com o Paranormal

Arquivo do Horror

Se você é uma dessas pessoas que só de ouvir falar em fantasmas, espíritos e entidades sobrenaturais já fica morrendo de medo é bem provável que não se sentirá muito à vontade com as informações da matéria de hoje.

Normalmente as pessoas acreditam que entidades sobrenaturais (no caso me refiro à espíritos, assombrações e fantasmas) só estão confinadas a locais específicos e que são considerados assombrados (ou mal-assombrados, como o povo costuma dizer), normalmente algum tipo de construção abandonada ou antiga.

Mas quem pensa desse modo está muito enganado.

assombração

Esses locais são assim denominados pelo fato de terem sido constatas manifestações sobrenaturais em suas dependências, o que acaba por atribuir-lhes essa má fama.

Tais manifestações podem ocorrer pela própria iniciativa da entidade que está no local, pela sensibilidade mediúnica da pessoa que nele se encontra ou por ambos os fatores. Ou seja: nem todos possuem a capacidade de perceber a presença de entidades paranormais, assim como nem toda entidade gosta de se fazer notar.

Essa mediunidade (capacidade que uma pessoa tem de manter contato com o outro plano) está presente em todos nós, em maior ou menor grau, e é nisso que se baseia o fato de nem todos “verem assombrações”.

Resumindo: aquele que possui um nível maior de mediunidade certamente entrará em contato com as entidades presentes em um local, enquanto quem tem um grau menor não perceberá nada, ou pouca coisa.

Porém, como eu disse, a manifestação depende também da vontade da entidade envolvida. Se assim desejar, ela pode se manifestar de uma forma tão vívida que até mesmo quem possui muito pouca mediunidade poderá percebê-la, assim como pode ocorrer o inverso: ela não permitir que nem mesmo um médium de alta sensibilidade note sua presença.

Tipo “quando um não quer, dois não brigam”.

Mas então é simples: se você não tem sensibilidade e não for a um local assombrado jamais irá se deparar com uma entidade paranormal, uma assombração, certo?

Errado.

entidade

Como eu disse, traria informações que deixariam aqueles que morrem de medo de fantasmas muito pouco à vontade.

Na realidade as entidades (espíritos, fantasmas, manifestações paranormais, ou como preferir chamar), salvo raras exceções, não se mantém confinadas à um determinado local enquanto estão no mesmo plano que o nosso. Não existe uma espécie de “prisão de fantasmas”, entidades no plano espiritual podem ir onde desejarem, são livres.

Ou seja: nesse exato momento você pode estar rodeado de entidades e não sabe disso, por não ter sensibilidade para percebê-las ou por elas não desejarem que você as note.

Mas não precisa se desesperar, há um fator muito importante nisso tudo e ele se chama magnetismo.

O conceito é um tanto complexo, então tentarei resumi-lo.

Todas as criaturas vivas possuem uma energia que emana do seu corpo, assim como as entidades paranormais também possuem. Essa energia é conhecida como aura.

Ela não é igual em todos e oscila entre o positivo e o negativo (padrão energético), e é nesse padrão que se baseia o magnetismo: as criaturas atraem para perto de si aquelas que emanam o mesmo tipo de energia que possuem, um tipo de simpatia ou antipatia energética, vamos assim dizer.

Resumindo: você só atrairá para junto de você entidades com o mesmo tipo de energia que você emana.

É pouco provável que uma entidade mal intencionada, negativa, maligna, sinta-se atraída por alguém que emana uma energia positiva, ou seja: uma assombração não virá até você, na sua casa ou onde quer que esteja, se você não estiver emanando o mesmo tipo de energia que ela.

Para compreender como é importante esse padrão energético na “relação com as entidades” vou usar como exemplo o exorcismo.

exorcismo

Ritual de Exorcismo

Nos rituais de exorcismo, seja em qualquer religião, quem o realiza costuma cumprir algum ritual antes de inicia-lo (normalmente uma oração, um “banho de limpeza” ou coisas do tipo). Seu objetivo é simples: manter seu padrão energético positivo, ou seja, diferente do daquela entidade que ele está por exorcizar, que costuma ser negativo.

Para finalizar, tranquiliza-lo e, talvez lhe dando um puxão de orelhas: se você for bonzinho os fantasmas não virão atrás de você.

 

Arquivo do Horror, toda quarta-feira, às 20h, no BDI.

@oscarmendesf / Site oficial do autor

Mande e-mail para o colunista: oscarmendes@bastidoresdainformacao.com.br