Conheça mais sobre “A Corrente do Bem”; entrevista exclusiva com Felipe Ventura

Felipe Ventura e Alex Bispo / Foto: Reprodução

Felipe Ventura e Alex Bispo / Foto: Reprodução

Quem não se lembra daquele menino que há mais de uma década juntou algumas moedinhas junto de seu avô e levou ao palco do Teleton? Ele cresceu, as doações, idem. Se tornou um rapaz consciente e que, após desafio de Silvio Santos, todo ano aumenta a quantia arrecadada em prol da causa. Agora, Felipe Ventura vai às escolas palestrando solidariedade e conversou conosco sobre o projeto.

Como surgiu e como está “A Corrente do Bem”?

-A Corrente do Bem, foi inspirada na minha doação no Palco do Teleton aos 8 anos, e veio crescendo dentro desse tempo. A gente começou em São Paulo, e em 2014 fomos pra outros estados, Piauí, Minas Gerais…e a doação vem subindo, mas o mais importante é essa conscientização, é fazer as pessoas pararem pra escutar uma realidade diferente do que estão acostumados. Quando você vê uma mãe ou um paciente e o quanto ele melhorou, ou o filho melhorou, acho que todo nosso papel está cumprido.

Há quanto tempo existe?

-Começamos em 2004, com algumas escolas, uma parte difícil. Às vezes as escolas dizem que já fazem algo social, mas acho que não só elas, como as empresas, faculdades deveriam se unir, seguindo o exemplo do Teleton que é uma união de artistas e emissoras. Os jovens acabam falando nas palestras, pra mim, que sempre quiseram participar do projeto, ajudar a AACD, assim temos uma abertura maior para que as pessoas se sensibilizem com a nossa realidade.

Esse projeto já abriu todas as portas possíveis?

-Vão abrindo, aos poucos… dizer “todas” é um pouco exagero, mas elas estão abrindo cada vez mais, principalemente quando chega proximo ao teleton, quando contamos toda a historia da AACD. Acho que essa consietização, essa sementinha plantada, faz com que as pessoas passem a ajudar.

E como as pessoas fazem para ajudar, Felipe ?

-Eu tenho uma página no Facebook . Sou eu mesmo que respondo e visualizo tudo, podem mandar recados, e onde pudemos chegar a gente vai com o maior prazer.

Colaboraram: Alex Bispo, Guilherme Alves e Lucas Canosa

Mande seu e-mail para a equipe: redacao@bastidoresdainformacao.com.br