Com audiência de Bolsonaro, SBT faz grande trabalho e conquista excelente audiência no Fla-Flu

A transmissão do Fla-Flu na final do Carioca mostrou que o futebol pode, tranquilamente, ser transmitido em outros canais fora do Grupo Globo. O SBT exibiu o título do Flamengo com excelente qualidade, sobretudo para quem não trabalhava com futebol há mais de uma década. Até Bolsonaro fez questão de assistir.

Em campo, embora a partida não tenha sido das mais bonitas, o rubro-negro se impôs e levou, com méritos o caneco. Na transmissão, Téo José, mesmo emprestado pela Fox, esbanjou simpatia e fez questão de anunciar as atrações do SBT e exaltar as afiliadas do canal.

Alguns itens precisam ser ajustados, como a demora dos comentaristas para devolverem a palavra ao narrador e alguns cortes de câmera fora de tom, como o foco no árbitro no momento da comemoração do gol de Vitinho. Nada que desabone. Faltou também um pós-jogo um pouco maior para segurar a audiência. A reprise do Ratinho poderia ser mais curta ou, até mesmo, descartada.

Além de Téo, os repórteres, Isabele Benito e Smigol, foram pontuais e também merecem as congratulações. Na audiência, picos de mais de 34 pontos no Rio de Janeiro, vencendo a Globo e sua poderosa novela e colocando quase o dobro do Ibope no filme que veio em seguida. Em São Paulo, excelentes índices também. No Twitter, assunto mais comentado do mundo, seguido pela #SilvioSantos, que foi a segunda mais discutida na rede social. Por fim, seis cotas milionárias vendidas às empresas interessadas. Foi puro sucesso!

Deixe uma resposta