Claudete Troiano e outras damas que fazem falta na televisão

claudete

Longe das telinhas desde que saiu da TV Gazeta há pouco mais de dois anos, Claudete Troiano retornou à televisão comandando um programa de culinária na TV Aparecida.

Antes dos dez anos, Troiano ingressou na carreira artística fazendo novelas na TV Excelsior, depois, até narrar futebol, Claudete narrou.

Embora tenha seu nome vinculado à Gazeta, pelas diversas passagens na emissora, a apresentadora fez sucesso na Band e na Record também. Claudete é simpática, extremamente flexível, ou seja, faz de tudo na TV, infantil, variedades, esportes, culinária, e pode ser usada como um coringa por uma grande televisão aberta, porém esses veículos insistem em erros primários, como ceder emprego à parentes, tratando a empresa das quais são donos como um simples brinquedo, e o telespectador como ninguém.

Apresentadoras como ela, Galisteu, Astrid, Ione e tantas outras injustiçadas dão lugar a filhas e esposas de donos de televisão que, até podem ter algum talento, mas não batalham da mesma forma para estar ali. 

Hoje troca-se o talento natural de quem sabe fazer televisão por amizades, parentescos e futilidade. Uma pena!

@LucasCanosa – BDI

Mande seu e-mail para Lucas Canosa : lucascanosa@bastidoresdainformacao.com.br

One thought on “Claudete Troiano e outras damas que fazem falta na televisão

  1. Super concordo, Claudete é uma ótimo apresentadora, sabe como levar um programa com toda sua simpátia, ultimamente quem tem salvado as tardes brasileiras com seu programa Santa Receita é ela.

Deixe uma resposta