Cesar Cielo conquista a melhor marca do mundo nos 50m borboleta

nicholassantos_marialenk_satiro
(Foto: Satiro Sodre/SS Press)

Cesar Cielo vê o resultado no placar e balança a cabeça. O atual campeão mundial não fica 100% satisfeito com a marca de 23s01 nos 50m borboleta. Mesmo com o título em um acirrado duelo com Nicholas Santos. Acostumado com o topo, Cielo se cobra muito e queria nadar a prova para 22 segundos para o show ser perfeito nesta sexta-feira. Mas o nadador do Minas logo recupera o sorriso. Afinal, pela segunda vez neste Troféu Maria Lenk, ele faz a melhor marca do mundo em 2014

– A prova foi bem nadada. Saí bem atrás do Nicholas. Minha saída foi ruim. A gente também erra. Tinha o objetivo pessoal de fazer a melhor marca do mundo, mas queria fazer em 22 segundos. Já estou com a cabeça nos 100m livre, que tem de voltar – disse Cielo.

O exigente Cielo foi bem mais rápido que o astro Michael Phelps. O maior campeão olímpico da história fez a marca de 24s06 e seria apenas o sexto colocado na final do Maria Lenk. Cielo ainda voltou à piscina do Ibirapuera para fechar o revezamento 4x100m livre do Minas, mas não conseguiu tirar a desvantagem em relação ao forte revezamento do Pinheiros. O tradicional time paulista abriu a prova com um forte tempo de João de Lucca (48s90), que foi o primeiro brasileiro a nadar a prova abaixo dos 49 segundos neste ano. Leonardo Alcover, Bruno Fratus e Marcelo Chierighini completaram o revezamento pinheirense, que fez a marca de 3min15s04.

Deixe uma resposta