Médico diagnosticado com ebola tem quadro estável em Nova York

Craig Spencer, médico norte-americano diagnosticado com ebola. (Foto: Reprodução/LinkedIn)

O doutor norte-americano Craig Spencer, que foi internado após contrair o vírus do ebola, teve a melhora de seu estado de saúde divulgado pelo Bellevue Hospital, em Nova York, neste sábado (1). O médico passou do estado “serio/estável” para “estável, segundo informações do hospital.

Spencer, de 33 anos, participava da ONG Médicos Sem Fronteiras e estava em Guiné, na África Ocidental. O médico, que havia trabalhado na região que é uma das mais afetadas pelo vírus, chegou ao centro hospitalar com sintomas da doença e teve o diagnóstico confirmado no primeiro exame realizado no dia da internação. “Os testes realizados confirmaram que o paciente aqui em Nova York tem resultado positivo para ebola”, disse Bill de Blasio, prefeito da cidade de Nova York, confirmando as informações.

Craig continua em observação, isolado no hospital onde foi internado no dia 23 de outubro.

Dados preocupantes

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a epidemia ebola teve, no total, 13.567 casos confirmados com 9.951 mortes. Os dados foram divulgados na última sexta-feira (31) e ainda mostram que os países mais atingidos são Libéria, Guiné e Serra Leoa.

Deixe uma resposta